Com apenas 100 dias de governo como Presidente da República, Bolsonaro tem uma péssima avaliação conforme Datafolha

O Datafolha divulgou que a avaliação de Jair Bolsonaro como Presidente da República foi péssima ao

comparar com o de todos os governos anteriores desde a redemocratização de 1985.

Além disso, conforme pesquisa realizada, 30% dos brasileiros consideraram o governo ruim ou péssimo, sendo que 32% consideraram bom ou ótimo e 33% acharam regular.

Porém, ainda segundo a Datafolha 59% ainda acreditam que Jair Bolsonaro fará uma boa gestão.

Ao comparar o governo de Jair Bolsonaro durante esses 100 dias com os demais governos, foi

constatado que Collor possuía 19% de reprovação, Fernando Henrique, 16%, Luiz Inácio, 10% e Dilma Rousseff, 7%.

Além disso, a Datafolha entrevistou 2.086 pessoas que tinham mais de 16 anos, no período de 2 e 3 de abril, em 130 municípios.

Além disso, foi informado que a margem de erro é de dois pontos percentuais para menos ou para mais.

 

Um ano de governo no dia 10 de abril

No dia 10 de abril, o presidente Jair Bolsonaro completará 100 dias de governo e durante esse curto período de tempo, houve inúmeras turbulências.

Abaixo, listamos algumas dessas turbulências.

  • Ministra Damares Alves

Damares Alves é ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos e três dias após a posse de Jair Bolsonaro como Presidente da República, foi publicado um vídeo em que comemora dizendo “menino veste azul e menina veste rosa”, ao combater a chamada “ideologia de gênero”.

 

  • Armas

Posse de arma é algo que foi muito criticado por diversas pessoas durante sua campanha eleitoral, porém, Jair Bolsonaro já assinou um decreto que facilita a obtenção da posse de armas.

  • Olavetes 

Olavo de Carvalho ficou conhecido como o “guru de Bolsonaro”.

Ele fez inúmeras críticas e declarações a diversos setores do governo, xingou militares e também estimulou algumas demissões.

 

  • Disparo de mensagens em massa

Durante o período de campanha eleitoral, Jair Bolsonaro contratou uma agência de comunicação para realizar disparos de mensagens em massa.  Uma funcionária dessa agência, hoje, ocupa um cargo na Secretaria Geral da Presidência.

 

  • Árabes

O presidente divulgou que pretende mudar a embaixada do Brasil em Israel, que atualmente fica em Tel Aviv para Jerusalém.  Com isso, o governo da Arábia Saudita decidiu suspender a importação de frango do Brasil.

 

  • Gustavo Bebianno 

Gustavo Bebianno permaneceu pouco tempo no cargo de ministro, já que foi pivô de várias denúncias.

 

  • Filhos 

O filho do Presidente, Carlos Bolsonaro fez uma publicação contrariando a declaração de Gustavo Bebianno.  Nessa publicação, chamou o então ministro, de mentiroso.  Isso, gerou uma grande tensão no governo.

 

  • Denúncias

Além disso, houve denúncia feita pela ex-professora Cleuzenir Barbosa contra o ministro do turismo, Álvaro Antônio.  Ela alegou que o ministro tinha conhecimento de todas as candidaturas laranjas do partido.

 

  • Ricardo Vélez 

Além disso, Ricardo Vélez Rodríguez, ministro da Educação, enviou um comunicado para as escolas solicitando que fossem gravados os alunos cantando o Hino Nacional.

 

  • Vídeo obsceno

Jair Bolsonaro divulgou vídeo considerado obsceno no período carnavalesco. Houve diversas críticas e então, ele fez uma nova postagem com a seguinte pergunta: “O que é Golden Shower? ”.

 

  • Golpe de 64

Além disso, o presidente fez recomendação para comemorar o golpe de 64, porém, a Justiça proibiu o governo de fazer qualquer comemoração.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *