Lula diz por meio de carta que os seus rivais estão muito envenenados e raivosos

Uma carta escrita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi lida em um ato convocado pelos militantes.

O ex-presidente afirmou em uma carta que seus adversários estavam contaminados com toda a raiva que resultou em sua prisão há um ano.

Essa carta foi lida por Gleisi Hoffmann, atual Presidente do PT, no ato realizado hoje, em Curitiba, em

frente a Superintendência da Polícia Federal que teve como finalidade recordar o tempo de prisão do ex-presidente.

Na carta dizia:

“Meus adversários procuram motivos para comemorar e não encontram. Estão cada vez mais ricos, mas

sua fortuna obtida à custa do sofrimento de milhões de brasileiros não lhes traz felicidade”.

“Eles estão cada vez mais raivosos, infelizes e envenenados pelo próprio (veneno) que destilam”.

Além disso, também o ex-presidente Lula disse na carta que é “um preso político” e “exilado”.

Lula lembrou ainda a sua saída temporária da cela para estar presente ao velório de Arthur, seu neto, em março, dizendo

“Viaturas, helicópteros e militares, portando armamento pesado, tudo para impedir que eu até mesmo acenasse para as pessoas solidárias à dor de um avô”.

 

A carta lida por Gleisi Hoffmann

Na carta, o Lula diz que seus adversários possuem medo dele ficar em liberdade, pois sabem que junto

ao povo são capazes de transformar o país, dizendo “Juntos vamos reverter cada retrocesso, cada passo

atrás na caminhada rumo ao Brasil que sonhamos e provamos ser possível construir”.

 

O encontro na frente da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba

 

Conforme divulgado pela organização da Vigília Lula Livre, mais de 10 mil pessoas estiverem presentes,

hoje de manhã, na frente da Superintendência.

Além disso, a Polícia Militar do Paraná alega que foram entre três a cinco mil pessoas.

Hoje, dia em que completa um ano de prisão, os militantes ficaram em frente a Superintendência para

dar um bom dia a Lula em coro.  Esse mesmo ato, será realizado à tarde e também à noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *